Dentista - Validação de diploma em Portugal

Para o dentista brasileiro trabalhar legalmente em Portugal é preciso fazer a validação do diploma em uma faculdade portuguesa, mas a equivalência do dentista não é tão simples assim:


No momento, o processo de validação de dentistas estrangeiros não é uma validação direta e precisa ser cursado o mestrado integrado oferecido em alguma universidade privada ou fazer processo de reconhecimento específico em uma universidade pública e só depois do término do curso o dentista brasileiro poderá realizar a inscrição na OMD - Ordem dos Médicos Dentários em Portugal conforme requisitos obrigatórios e assim poder ter o registro e exercer a profissão em Portugal.


Hoje, existem duas formas de conquistar a equivalência do diploma:

  • Fazer o mestrado integrado em uma universidade privada portuguesa ou

  • Iniciar o processo de reconhecimento específico em uma universidade pública portuguesa


Como funciona cada processo?


MESTRADO INTEGRADO


Os graduados em Odontologia no Brasil, precisam se candidatar ao mestrado integrado em Medicina Dentária e solicitar a creditação dos estudos prévios e da experiência profissional.


As inscrições de candidatura estão previstas para iniciar a partir de fevereiro de 2021, essa data poderá variar conforme divulgação o edital e cada universidade. As aulas começam em setembro de 2021.

O que será avaliado na candidatura?

  • Grade curricular da graduação em Odontologia;

  • Currículo Acadêmico - Pós-graduação, especialidades, mestrados e doutoramentos;

  • Experiência profissional e Curriculum Vitae;

A previsão de investimento do mestrado integrado em Portugal vai variar de 10 mil a 23 mil euros de propina e creditações, o valor depende do tempo que terá que cursar, da universidade e quantidade de creditações aprovadas. Em alguns casos, será exigido a presença em Portugal para realização de exame de ingresso durante o processo de candidatura e classificação.


O tempo do curso poderá durar de 12 meses a 24 meses, vai depender da avaliação curricular e acadêmica de cada candidato, sendo um critério único e exclusivo da universidade portuguesa.

Documentos básicos para candidatura ao Mestrado Integrado

  • Diploma do ensino superior

  • Histórico escolar o ensino superior

  • Ementas completas

  • Currículo acadêmico e profissional

  • Escala quantitativa de notas

  • Média geral o candidato

  • NARIC

  • Reconhecimento de grua do diploma em Portugal - curso superior (este documento deve ser solicitado em uma universidade pública em Portugal e pode demorar alguns meses para ser concluído o pedido e tem um custo de 500a 600 euros)

  • Outros documentos exigidos no edital o curso / universidade

Opções de faculdades para cursar o mestrado integrado:

Cespu

Egas Moniz

Universidade Fernando Pessoa


RECONHECIMENTO ESPECÍFICO


O reconhecimento de graus académicos e diplomas de ensino superior atribuídos por instituições de ensino superior estrangeiras é regulamentado, desde 1 de janeiro de 2019, pelo Decreto-Lei nº. 66/2018.

A universidade tem um prazo médio de 90 dias para análise da documentação e para informar se a sua validação será aceita e quais serão os próximos passos.

A processo de candidatura é destinada aos dentistas nacionais ou internacionais que realizaram suas faculdades em universidades fora da União Europeia.

O processo é dividido em três fases:

  1. Aprovação de documentação

  2. Prova teórica

  3. Apresentação, na Universidade, da dissertação, sujeitaa uma prova de discussão e avaliação pública perante o júri.

Tempo do processo de validação:

O processo de validação do diploma poder levar cerca de 15 meses para ser concluído A nota mínima necessária na banca é 10 (em Portugal a nota máxima é 20).


Documentos básicos para candidatura ao Reconhecimento Específico

  • Diploma do ensino superior

  • Histórico escolar o ensino superior

  • Ementas completa

  • Currículo acadêmico e profissional

  • Escala quantitativa de notas

  • Média geral o candidato

  • Número total de horas de contacto de cada unidade curricular, discriminadas pelo seu tipo (teórica, teórico -prática ou prática)

  • Cópia digital ou digitalizada da dissertação, trabalho de projeto ou relatório final de estágio defendido para a obtenção do grau para o qual é solicitado o reconhecimento, devendo tratar -se de um trabalho original e individual.

  • Taxa aplicada pela Universidade escolhida (em torno de 600 euros)

É importante saber que para o pedido de reconhecimento específico o candidato deve estar atento as seguintes exigências:

  • O reconhecimento específico é atribuído aos titulares de graus ou diplomas conferidos por instituição de ensino superior estrangeira cujo nível, duração e conteúdo programático sejam idênticos ao do grau de Mestre em Medicina Dentária.

  • O requisito geral de acesso a candidatura ao reconhecimento do grau de mestre atribuído pela Universidade Pública exige a apresentação pelo requerente, do comprovativo de formação obtida em instituição de ensino superior estrangeira com 300 a 360 créditos e uma duração normal compreendida entre 10 e 12 semestres curriculares, com duração e conteúdo programático que sejam idênticos ao do grau de Mestre em Medicina Dentária.

Opções de faculdades para reconhecimento específico:

Universidade de Lisboa

Universidade do Porto

Universidade de Coimbra

Universidade Católica Portuguesa - Viseu


Após a equivalência do diploma na universidade é necessário fazer a inscrição na Ordem dos Médicos Dentistas de Portugal.

Só depois de estar inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas de Portugal, o profissional poderá exercer a sua profissão


Precisa de assessoria para a sua candidatura? Clique aqui



  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Preto Ícone YouTube
20140906_lisboa_041.jpg

CONTATO

BRASIL
+55 11 3777 9356
PORTUGAL

+351 224 955 311

WHATSAPP

+55 11 9.9281 0880

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Preto Ícone YouTube